Semana 4 | PLANO DE LEITURA E ORAÇÃO

Uncategorized Sep 23, 2019

 Esta semana, cada um vai orar no horário de sua preferência, mas seguindo o plano de leitura e os motivos de oração que apresentamos a seguir. *Inclua o Haiti, em sua intercessão.


Segunda-feira - Portadores da Imagem de Deus

No livro de Gênesis, vemos que Deus fez o homem à sua imagem e semelhança, e posteriormente atribuiu a Adão e Eva a tarefa de se multiplicarem e manterem domínio.

Gênesis 1:26: “E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se move sobre a terra.

No entanto, na ordem perfeita de Deus, eles não foram chamados para dominar, nem se multiplicar, sem primeiro terem sido feitos portadores da imagem de Deus. A intenção de Deus era que tudo o que estava por se multiplicar viesse de uma raiz santa, não corrompida.

Por que se a raiz é santa, os ramos também o são e os frutos são espirituais!

Devemos entender que “a imagem e semelhança de Deus” pode ser completamente definida em uma palavra: santidade. Por isso, em 1 Pedro 1:16 diz a Palavra do Senhor:sedes santos, porque eu sou santo.

É a santidade que nos leva de volta, promovendo a restauração de nossa imagem e do plano original; é a santidade que nos ajuda a refletir a imagem do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ma o oposto também é verídico, ou seja, quando não caminhamos em santidade, obtemos o efeito contrário, deixando que a vergonha entre, trazendo ilegitimidade para nossas vidas - o que nos impede de caminhar em domínio.

A vergonha entra quando obtemos um conceito distorcido de nós mesmos, em decorrência de alguns aspectos ou áreas de nossas vidas que não estão refletindo o caráter de Deus, por estarem em desobediência. Portanto, separe o dia de hoje para renunciar a toda raiz de vergonha e rejeição que esteja te impedindo de ter comunhão e intimidade com seu Pai Celestial. Peça ao Espírito Santo que te dê uma clara revelação do amor de Deus e que o Espírito da Verdade remova todo engano que tenha distorcido a sua imagem - segundo sua identidade em Cristo Jesus!

Ore também, declarando que enquanto nação, *o Haiti é restaurado à imagem de Deus.

 


 Terça-feira 24. Renunciando às 10 Etapas da Vergonha

No instituto Clamor, cremos plenamente que cada um de nós é portador do avivamento e que todos nós somos chamados para um sacerdócio pessoal, como cristãos. Tanto o avivamento como nosso chamado sacerdotal requerem habilidade para ter comunhão e intimidade com o Pai Celestial, pois implicam na restauração de nossa imagem como filhos de Deus, feitos à Sua imagem e semelhança.

É por isso, que o inimigo se opõe tanto ao propósito primordial de nos mantermos na Presença de Deus, fazendo de tudo para que não caminhemos em porção dobrada nem em primogenitura! E saiba que uma das estratégias mais usadas por satanás é trazer vergonha às nossas vidas, porque a vergonha nos mantém apartados da Glória de Deus e da intimidade com Ele.

DEUS PAI quer cobrir toda a nossa vergonha; Ele quer nos libertar em GLÓRIA e PODER!

O Espírito Santo trás convicção do pecado e nos alerta: “você cometeu um erro...”

O inimigo trás vergonha e nos acusa: “você é um erro!”

Existem 10 etapas através das quais a vergonha opera e aumenta. No dia de hoje, peça ao Espírito Santo que te mostre etapas do ciclo da vergonha que possam estar em operação na sua vida. Peça a Deus que as remova de sua mente e que você possa reconhecer Seu AMOR e ACEITAÇÃO.

Muitas vezes, dizemos: “eu sei que Deus me ama”, mas vivemos a maior parte de nossas vidas nos sentindo rejeitados. Que hoje seja um dia em que você possa receber a ACEITAÇÃO de Deus por meio do Filho.

Como a vergonha se desenvolve na sua mente:

  1. Quero Amor Aceitação.”                                                                           Peça a Deus que te revele onde você conseguiu amor e aceitação fora Dele, e assim, sem se dar conta, acabou levantando alguns ídolos.
  2. Não entendo por que.”                                                                             Avalie se algumas destas fortalezas mentais podem estar controlando seus pensamentos. Peça ao Espírito que substitua estas fortalezas com a Palavra da Verdade e renuncie aos seguintes engodos: a) Deus está longe b) nunca recebo amor das pessoas que amo, quando mais preciso c) As pessoas se aproveitam de mim; estou ali quando precisam, mas quando sou eu que preciso - sou abandonado.

          Renuncie a todo espírito e mentalidade de vítima.

  1. Sinto-me IMPERFEITO.”                                                                            Peça a Deus hoje, que por meio de Seu Espírito, você possa reconhecer em seu espírito: que você foi feito à imagem de Deus; que você nasceu em Cristo; que as coisas velhas já passaram e tudo se fez novo. Ele aperfeiçoará a obra que começou em você.
  2. Sinto muito, então me ESCONDO.”                                                      Peça a Deus que te ensine a se aproximar Dele, por meio do Espírito Santo; que Ele te dê coragem para confessar qualquer pecado oculto, diante Dele e de alguma pessoa madura na fé. Receba o perdão que o Pai te concede. Seja liberto pela fé em Jesus, pela consciência de que toda atadura ou sentença contra você já foi levada para a cruz, no sacrifício perfeito de Cristo. Não há condenação sobre você. Continue sua vida em ação de graça.
  3. Sou extremista. Demonstro perfeccionismo, com religiosidade ou em rebelião, desrespeito Sua Palavra absoluta.”                        Peça ao Espírito Santo que arranque toda raiz de rejeição e legalismo, que te induz ao perfeccionismo; que Ele te ajude a descartar os relativos e que você seja renovado em seu entendimento sobre o amor de Deus.
  4. Meus fracassos na perfeição assim como minha rebelião fazem com que eu me sinta ainda mais envergonhado.”              Peça ao Espírito Santo que Sua unção rompa este jugo e troque sua mentalidade perfeccionista por um espírito de excelência; que você não viva mais pelas obras e sim pela fé no que Cristo fez. Peça ao Espírito Santo que te ensine a entrar no DESCANSO que Deus preparou para você, de antemão; que Ele te ensine a CELEBRAR SEU PROGRESSO. *Lembre-se: EXELÊNCIA significa estar CONSTANTEMENTE se aprimorando... E trate de pôr isso em prática! Não olhe TUDO o que você deseja mudar, concentre-se em quanto você pode melhorar, diariamente.
  5. A vergonha é tão dolorosa, que trato de transferi-la para outra pessoa.” Peça a Deus que te ensine a amar a si mesmo; a ver o valor que Cristo colocou em você, de modo que possa amar aos outros, na mesma medida. (Amar ao próximo, como a si mesmo.)
  6. Eu fico muito ANSIOSO, porque não importa quanto eu tente - nunca é o suficiente.”  Lance toda sua ansiedade, diante Dele. (olhe outra vez o número 6)
  7. “Tento aliviar a ANSIEDADE com sucesso, consumismo, álcool, sexo, realização pessoal.”                                                                         Peça ao Espírito Santo que te ensine a orar e se manter vigilante, observando a dinâmica de sua vida e examinando qualquer padrão de comportamento que busque gratificação imediata. Diga a seu Pai Celestial que você deseja intimidade, acima de prazer momentâneo. Peça que Ele te ensine a verdadeiramente deleitar-se ao invés de entreter-se. O prazer momentâneo atenta contra a intimidade e a relação de aliança; o entretenimento tenta substituir o deleite.
  8. Todo ciclo de vergonha em sua vida é encerrado - em nome de Jesus!”

*Interceda para que toda maldição de ilegitimidade e vergonha seja removida do Haiti e que o amor do Pai seja revelado a essa nação.

 


Quarta-feira 25. Sejamos Bons Administradores da Nossa Liberdade

Não ameis o mundo nem as coisas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele; porque tudo que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não procedem do Pai, mas procedem do mundo. Ora, o mundo passa, bem como a sua concupiscência; aquele, porém, que faz a vontade de Deus permanece para sempre1 João 2:15-17 NBV

A santidade não pode ser obtida por obras, portanto, precisamos primeiro aprender a recebê-la por meio da fé em Cristo Jesus; entender que somos novas criaturas e que Ele não nos deixou sozinhos – mas sim, enviou o Espírito Santo para nos auxiliar a ser transformados. O Espírito Santo é quem nos conduz à santidade, nos ensinando a obter vitória sobre a carne, a ser frutíferos, a alcançar domínio e intimidade.  

Porque, se viverdes segundo a carne, caminhais para a morte; mas, se, pelo Espírito, mortificais os efeitos do corpo, certamente vivereis. Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus.Romanos 8:13-14 NBV

Devemos exercitar nossa fé, diariamente e viver em rendição, constantemente. O temor ao Senhor é o princípio da sabedoria e nos conduz a viver em processo de maior entrega e mais consagração.

Essa consagração traz em si mesma alguns processos de morte, quando subjugamos a carne e nos despojamos de tudo que tem a ver com amor próprio, amor ao prazer ou amor ao dinheiro. Devemos nos desligar desses três tipos de amor, que estabelecendo leis e parâmetros começam a afetar nossas decisões, podendo até mesmo se tornar senhores de nossas vidas.

Digo, porém, andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne. Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura, seja do vosso querer. Mas se sois guiados pelo Espírito, não estais sob a lei”. Gálatas 5:16-18 NBV

Essas três manifestações de amor (amor a si mesmo, amor ao prazer e amor ao dinheiro) podem afetar diretamente o modo como administramos nossa liberdade, pois quando de fato não somos mais escravos do pecado, nos tornamos escravos de Cristo.

O propósito da nossa liberdade é nossa sujeição a Jesus Cristo.

Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Permanecei, pois, firmes e não vos submetais, de novo, a jugo de escravidão.Gálatas 5:1 NBV

No dia de hoje, ore para que assim como nosso Senhor e Salvador, Cristo Jesus, você possa DELEITAR-SE no temor a Jeová, que te facilita viver para fazer a vontade do Pai, a cada dia - fazendo o que vê o Pai fazer e dizendo o que escuta o Pai dizer.

Ore para que seu maior anseio seja viver na dependência de Deus; e seu desejo seja fazer a vontade Dele - acima da sua. Ore para que você possa passar pelo processo de ser aperfeiçoado em santidade, até que Cristo seja formado em você.

Ore para ter entendimento de que você não é independente do Pai e que fazer Sua vontade o alimenta.

*Ore para que o Espírito de adoção se manifeste no Haiti, fazendo com que essa nação seja livre da escravidão do pecado e sujeita a Cristo.

 


Quinta-feira 26. O que Significa Revelar o Conhecimento de Cristo?

Quando somos imitadores de Cristo, estamos automaticamente revelando o conhecimento de Cristo. Revelar o conhecimento de Cristo significa que em sua própria morte você está manifestando a vida de Cristo. Ou seja, você usa sua liberdade para se colocar sujeito ao Espírito Santo.

Essa sujeição traz santidade, essa sujeição traz uma vida de vitoria, essa sujeição desata poder!

(Se você é estudante do Instituto Clamor, olhe novamente a aula sobre a Unção de Servo).

O conhecimento de Cristo se revela, não em virtude de quanto da Palavra você sabe, nem de quanta revelação você possui... O conhecimento de Cristo se revela e se manifesta, quando somos capacitados a dar a nossa vida - ISSO É AMOR!

Se O amamos, obedecemos aos Seus mandamentos! Andamos em obediência por amor.

A morte de Cristo deve ser refletida em nosso viver diário, como diz a palavra em Gálatas 2:20:Estou crucificado com Cristo; logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e, esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim.

Quando a morte de Cristo é refletida em nosso viver diário, o poder da ressurreição se manifesta.

Mas falamos a sabedoria de Deus em mistério, outrora oculta, a qual Deus preordenou desde a eternidade para a nossa glória; sabedoria essa que nenhum dos poderosos deste século conheceu; porque, se a tivessem conhecido, jamais teriam crucificado o Senhor da glória; mas como está escrito: nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou no coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam. Mas Deus no-lo revelou pelo espírito; porque o Espírito a todas as coisas perscruta, até mesmo as profundezas de Deus.”

“Disto também falamos, não em palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas ensinadas pelo Espírito, conferindo as coisas espirituais com espirituais. Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entende-las, porque elas se discernem espiritualmente. Porém o homem espiritual julga todas, mas ele mesmo não é julgado por ninguém.1 Coríntios 2:7-10, 13-15 NBV

Há um conhecimento que a Igreja tem que expressar e é o conhecimento de Cristo, pois só assim teremos uma Igreja de primogênitos e mais que vencedores que declaram “eu conheço a Jesus em Sua morte, porque diariamente eu também morro.” Isso significa manifestar o conhecimento de Cristo.

Devemos conhecer a Cristo em Seu padecimento, conhecer a Cristo em Seu sofrimento - para que desse modo, possamos também ser participantes de Sua glória e do poder da ressurreição.

E manifestar qual seja a dispensação do mistério, desde os séculos, ocultos em Deus, que criou todas as coisas, para que, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus de torne conhecida, agora, dos principados e potestades nos lugares celestiais, segundo o eterno propósito que estabeleceu em Cristo Jesus, nosso Senhor.Efésios 3:9-11 NBV

Ore para que enquanto Igreja, possamos dar testemunho da morte de Cristo, assim como testificar o poder da ressurreição, através das nossas vidas.

*Inclua o Haiti, em seu momento de intercessão.

 


Sexta-feira 27. O Caminho para a Intimidade é o Domínio Próprio

É necessário caminhar em obediência e para isso devemos exercitar o domínio próprio. O domínio próprio nos faz sair do átrio exterior e avançar até as recamaras.

O propósito da obediência é a liberdade e o propósito do domínio próprio é nos conduzir para a intimidade.

O domínio próprio coloca o “eu” de lado, com suas três expressões: amor a mim mesmo, amor ao dinheiro, amor ao prazer e à comodidade. Seu oposto muitas vezes é o entretenimento ou o prazer momentâneo. Como aprendemos nos dias anteriores, ambos produzem gratificação instantânea e isso pode impedir que experimentemos o primeiro amor ou pode apagar o amor, pois ficamos “cheios de nós mesmos.”

Ninguém nasce com domínio próprio, precisamos passar por treinamento e é justamente isso que conhecemos como “disciplina.”

Nosso espírito foi regenerado, quando nascemos de novo em Cristo, mas nossa alma (mente, emoções e vontade) ainda deve ser transformada. O ser humano tem livre arbítrio - desde o jardim do Éden somos livres para escolher o que fazer com nossa liberdade, mas nossas escolhas trazem conseqüências. Por isso, devemos ser treinados na obediência, para com discernimento escolher o que fazer com nossa liberdade.

Hoje, ore para que os frutos do amor e do domínio próprio sejam mais evidentes, em sua vida.

 


Sábado 28. Livres! Para que?

Nossa escolha vai determinar nossa liberdade; temos livre arbítrio para permanecer Nele ou caminhar independentes. Muitas vezes, focamos no pecado, mas a raiz do pecado é nossa independência. Afinal, cada vez que pecamos é porque escolhemos caminhar independentes de Cristo. Jesus nos explica que devemos permanecer Nele, se quisermos dar frutos. Isso requer dependência. A dependência é uma decisão, é resultado de exercer com sabedoria a nossa liberdade de escolha.

Quando somos crianças devemos ser treinados nesse quesito sobre “permanecer.” Devemos ensinar nossos filhos que vai chegar o momento, em que eles terão que decidir se são filhos da casa ou não. Quando instruímos nossos filhos na verdade, entre 0 e 12 anos de idade, e os ensinamos a confiar em nós, e a depender de nós - mais cedo ou mais tarde, eles rendem sua vontade para obedecer seus pais, por amor. Isso requer domínio próprio.

Entretanto, não quero apenas pincelar que a base da obediência é a CONFIANÇA. Se não há confiança, não há como disciplinar. De modo que o processo de nossa formação espiritual é muito parecido com o processo através do qual - em obediência disciplinamos nossos filhos.

O domínio próprio treina nossa obediência; e a obediência busca fazer de nossa vontade, uma oferta. O exercício de nossa liberdade é uma oferta.

O domínio próprio ensina a nossa vontade a se sujeitar à vontade do Pai e nos leva a um nível constante de dependência, que produz intimidade. Isso é o que nos faz filhos: a capacidade de permanecer.

Leia João 14-17 e ore para que Deus coloque em você o querer e o realizar, para caminhar em obediência por amor - livre do legalismo. Ore para que você anseie fazer de sua liberdade uma oferta.

*Ore também pela nação do Haiti e peça misericórdia por todo ato de injustiça, onde a liberdade tenha sido usada como libertinagem.

 


Domingo 29. Fruto do Espírito - Mansidão, Amor e Domínio próprio

Gálatas 5:22-23 (RVR1960) Mas o fruto do espírito é amor, gozo, paz, paciência, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança; contra essas coisas não há lei.

O Espírito se manifesta em 9 formas que chamamos de frutos e que demonstram o caráter de Cristo em uma pessoa. Entretanto, existem três delas que servem de fundamento para que todas as demais formem nosso espírito filial e possamos caminhar na proporção da nossa herança. Esses 3 frutos são: a mansidão, o amor e o domínio próprio.

Uma pessoa mansa herda; herdar é justamente o que faz um filho.

Se examinarmos as bem-aventuranças, podemos notar as qualidades que Jesus demonstrou como Filho dependente e que O fizeram caminhar na graça apostólica, ou seja, como um mensageiro, um enviado do Deus vivo.

O espírito e a mentalidade independentes não nos conduzem à herança. Entretanto, quando rendemos nossa vontade para caminhar em Sua dependência, não apenas demonstramos que em nossa escolha de vida prevalece o temor a Jeová, mas que somos humildes, pobres de espírito - “e deles é o reino dos céus.” Mateus 5:13

O reino dos céus é parte de nossa herança e apenas por meio do espírito filial podemos conquistar nossa herança.

Ore pedindo a Deus um espírito reto.

“Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro mim um espírito inabalável.”- Salmos 51:10

 

Até a próxima semana!

 

Close

75% Complete

Two Step

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.